Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Planear a Educação em Paredes para os próximos cinco anos

Peem paredes 2 1 1024 2500
Peem paredes 3 1 1024 2500
Peem paredes 1 1024 2500
12 Julho 2017

A proposta do Plano Estratégico Educativo Municipal de Paredes (PEEM) foi apresentada publicamente, na tarde desta terça-feira, 11 de julho, na Casa da Cultura de Paredes, perante um auditório cheio, constituído essencialmente por agentes da educação concelhios, desde pais a funcionários das escolas, passando naturalmente pelos professores e por técnicos municipais.

O PEEM de Paredes visa a definição da política de educação concelhia para o horizonte dos próximos cinco anos, a pensar na potenciação do sucesso educativo. Após um investimento sem precedentes nas infraestruturas educativas por parte da Câmara Municipal de Paredes, nos últimos 10 anos, nomeadamente através da completa renovação do parque escolar do 1.º ciclo e do pré-escolar, é agora tempo de fazer uma reflexão sobre os princípios orientadores e as linhas estratégicas da política local de educação na sua dimensão mais imaterial.

“Este documento estratégico foi alvo de grande discussão e é setorial. É o projeto dos professores, dos funcionários, dos alunos, dos pais e do Executivo que cessa funções. Espero que o próximo Presidente da Câmara Municipal de Paredes o valorize, porque a educação é demasiado importante e temos de aproveitar este estudo para definir uma estratégia setorial”, afirmou Celso Ferreira, Presidente da Câmara Municipal de Paredes.

Hermínia Moreira, vereadora do Pelouro da Educação, detalhou em seguida o documento, que já foi validado pelo Conselho Municipal de Educação. “A proposta foi amplamente participada por todos os agentes educativos da comunidade e faz o diagnóstico da realidade concelhia através da análise de vários indicadores educativos, traçando igualmente objetivos e estratégias de intervenção a seguir em vários domínios”, começou por dizer.

Apontou depois as linhas gerais: “Procurámos apontar os pontos fracos e os pontos fortes da educação em Paredes. Como ponto fraco, há a necessidade de alterar conteúdos e condições físicas, porque os alunos vão da excelência dos centros escolares para as EB 2/3. Não são da nossa responsabilidade, mas não podemos descurá-las e há oportunidades do Portugal 2020 que devem ser aproveitadas”.

“O nosso capital jovem é um porto forte. E reconhecendo o mérito do que temos vindo a fazer, queremos alargar e criar um quadro municipal de mérito escolar e de cidadania, criar um gabinete de apoio ao ensino especializado, criar o prémio ‘Uma Ideia que Muda o Concelho’ e o observatório municipal da qualidade da educação. Este plano pretende ser muito rigoroso e tem mesmo de ser”, reforçou.

Plano Estratégico de Ação define quatro eixos de intervenção no concelho de Paredes. O primeiro passa pela promoção do sucesso educativo e pela prevenção do abandono escolar precoce, definindo estratégias para uma área já com excelentes resultados no território. O segundo eixo aposta na valorização dos serviços e dos recursos educativos através da criatividade e da inovação.

O terceiro eixo define os instrumentos para a cooperação institucional, que passam, entre outros, pelo incremento de estratégias de aproximação entre a escola e as instituições sociais, desportivas, culturais, recreativas e de saúde e pelo aprofundamento da relação escola-família. Por último, o eixo 4 preconiza a qualificação e a formação ao longo da vida - formação parental e qualificação da população adulta.

O Plano Estratégico Educativo Municipal de Paredes conta com a supervisão científica da Universidade Católica e resulta de um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido desde dezembro último por uma equipa que emergiu do Conselho Municipal de Educação de Paredes e que envolve técnicos da Divisão de Educação do Município, todos os diretores de agrupamentos de escolas e da escola secundária e a coordenadora do Centro de Emprego de Valongo, em representação do IEFP.

Partilhar
Top