Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Parque das Serras do Porto com sessões participativas para elaborar Plano de Gestão

Img 4973 1 1024 2500
Img 4985 1 1024 2500
Img 4986 1 1024 2500
Img 5007 1 1024 2500
Img 5030 1 1024 2500
Img 5036 1 1024 2500
12 Março 2018

A Associação de Municípios Parque das Serras do Porto está a promover um amplo processo participativo, aberto a todos os intervenientes e à comunidade local, com vista à elaboração do Plano de Gestão.

Realizou-se na passada sexta-feira, 9 de março, a segunda ação no Centro Escolar de Recarei, contando com a participação de vários grupos de trabalho divididos por quatro grandes temas: património cultural (mineração, aldeias, arqueologia …), património natural (rios, conservação e biodiversidade), floresta e defesa contra incêndio e turismo, recreio e lazer.

O Presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida, foi o anfitrião do encontro. Alexandre Almeida considera que este é “um momento histórico e uma grande oportunidade para conhecermos melhor este território. Temos uma agenda de compromissos comum aos três concelhos e que produzirá um documento que será um guia, um legado futuro, para a gestão dos próximos 20 anos deste pulmão verde do Porto”.

Estão previstas seis sessões, após a apresentação dos estudos prévios, segue-se o debate de “uma agenda comum” que procura elencar “o parque: necessidades, recursos e ideias”.

A participação de todos no Plano de Gestão do Parque das Serras do Porto divide-se por três fases distintas. Refira-se que as sessões participativas começaram em 23 de fevereiro e vão até 23 de março, procurando-se “estabelecer uma agenda comum que integre as visões sobre o território do Parque dos membros da comunidade, identifique os principais recursos e problemas, compreenda o cenário atual e gere novas ideias de utilização e valorização, dando início ao desenvolvimento de propostas e criando redes de atores em torno de interesses comuns”, sublinha Teresa Andresen, arquiteta paisagista e coordenadora do projeto.

No plano de trabalhos, segue-se de abril a junho, uma nova mesa participativa pelos três concelhos integrantes do Parque das Serras do Porto, com o objetivo de traçar uma ação comum, consolidando-se e aprofundando-se propostas por áreas temáticas e definindo-se ações experimentais a realizar em julho.

Este processo participativo de elaboração do Plano de Gestão conta com a coordenação da arquiteta paisagista Teresa Andresen, uma equipa da Universidade de Aveiro, liderada pelo Professor José Carlos Mota, dos técnicos municipais e especialistas em diversas áreas.

O regulamento pode ser consultado no site www.serrasdoporto.pt.

Partilhar
Top