Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Câmara de Paredes lidera projeto europeu de integração de cidades com de 11 países

Img 7761 1 1024 2500
Img 7826 1 1024 2500
Img 7795 1 1024 2500
11 Abril 2018

O autarca Alexandre Almeida, acolheu representantes de 11 países europeus, que estiveram durante quatro dias em Paredes no âmbito do projeto europeu denominado EU CAN – European Counter and Alternatives Narratives Network, financiado e integrado no programa "Europa para os cidadãos" - "participação democrática e participação cívica" e que tem como primeiro parceiro português o Município de Paredes.

“É salutar a troca de experiências e partilha de conhecimento no que se refere ao intercâmbio e às dinâmicas migratórias que este grupo de trabalho está a desenvolver com a participação do Município de Paredes”, refere o presidente da autarquia.

A Câmara de Paredes é o primeiro parceiro do projeto a promover uma ação internacional englobada na candidatura financiada com 150 mil euros, por fundos europeus que serão distribuídos pelos parceiros de acordo com as atividades que cada um irá desenvolver.

O projeto EU CAN enquadra-se no âmbito das candidaturas ao "Programa Europa dos Cidadãos – Promoção da participação cívica e do envolvimento democrático – Medida: Conexão de cidades" e é a primeira vez que uma autarquia nacional lidera um projeto deste tipo. O tema do trabalho a desenvolver no âmbito do EU CAN prende-se com a integração da diversidade cultural, particularmente, no que se refere à população migrante.

Este projeto iniciou-se em janeiro deste ano e terminará em dezembro de 2019. Segundo os promotores, pretende-se envolver municípios e organizações locais, associações de direitos humanos, peritos e ONG's, a fim de promover a cidadania europeia e melhorar as condições para uma participação cívica e democrática a nível da União Europeia, de modo a promover a história e os valores comuns da Europa.

Basicamente, é uma linha de financiamento que a União Europeia disponibiliza às cidades para o intercâmbio de boas práticas: 11 países, cujos representantes (políticos e associações) se reúnem para trocar inovações no setor.

Entre outras atividades é esperado no final do projeto que sejam desenvolvidos workshops locais e transnacionais nos 11 países do consórcio, laboratórios acerca das narrativas de combate aos discursos de ódio, desenvolvimento de vídeos com testemunhos de situações de integração cultural, desenvolvimento de manuais com ferramentas de promoção da diversidade cultural e por fim haverá uma conferência final em Bruxelas.

Os parceiros apresentaram as instituições que representam e a sua experiência no âmbito do trabalho com a integração da diversidade cultural particularmente no que se refere aos migrantes, tema do presente projeto.

No final da reunião a comitiva de cada um dos 11 países reuniu para analisar e refletir acerca das estatísticas do Eurostat sobre o fluxo migratório dos últimos anos. 650.000 novos pedidos de asilo em 2017 e 1 206 500 em 2016.

Após esta primeira reunião internacional, em Paredes, terão lugar outras reuniões nos seguintes locais: Valencia, Grécia e Bélgica. Será ainda desenvolvido um curso de formação no âmbito do projeto que terá lugar na Roménia.

O Município de Paredes é o coordenador do projeto que engloba, ainda, a Associação Paredes pela Inclusão Social (APPIS), Associação Walktogether, Associação Monomyths, Penthesileia, Município de Demir Kapjia, Município de Guadassuar, Associação Xano Channel, Município de Lezhe, Município de Viareggio, Associação Koine, Alphabet Formation, Associação Apkabink Europa.

Partilhar
Top