Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

mq1

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

"Fins de Semana Gastronómicos" em Paredes e 12 lugares a visitar

"Fins de Semana Gastronómicos" em Paredes e 12 lugares a visitar
img_1366
Igreja_e_Antigo_Mosteiro_Santo_estevao_de_Vilela
Circuito_Arte_Publica_Paredes_Caixa_Musica
Circuito_Arte_Publica_Paredes_Exploratorio_Visual
duplo_chao_fernanda_fragateiro_04
mandala_da_paz_alberto_carneiro__1_
mandala_da_paz_alberto_carneiro__2_
24 Julho 2020

Esta semana conquistamo-lo pela barriga com diversas sugestões de lugares a visitar e restaurantes que integram os “Fins de Semana Gastronómicos” que estão de volta a Paredes de 24 a 26 de julho. Esta iniciativa, promovida pelo Município em parceria com a Entidade Turismo Porto e Norte de Portugal, dá a conhecer os melhores sabores tradicionais da gastronomia de sete restaurantes do Concelho.

Esta edição terá o Cabrito Assado no forno a lenha acompanhado de arroz e sopa seca como iguarias selecionadas nas refeições servidas pelos estabelecimentos de restauração aderentes. Além disso, e porque Paredes é também terra de “tremoceiros”, o tremoço assume, este ano, um destaque especial nas ementas.

Em Paredes poderá sentar-se à mesa do restaurante “O Rei” ou na “Casa do Baixinho”. Estes são dois dos sete restaurantes que aderiram à iniciativa e que lhe vão proporcionar uma fantástica experiência gastronómica.

Uma vez que se encontra no centro da cidade poderá visitar o circuito de Arte Pública de Paredes. Composto por diversas obras criadas por artistas nacionais e internacionais. Este circuito tem como objetivo transformar a cidade de Paredes num museu aberto de arte contemporânea, acessível a todos e em estreita relação com a comunidade local e o património edificado. “A Mandala da Paz” de Alberto Carneiro (Casa da Cultura, "Duplo Chão" de Fernanda Fragateiro (Largo da Feira) ou “Caixa de música” de José Vasco Carvalho (Conservatório) ou a "Paz" (Edifíco Novo da Câmara Municipal) de João Cutileiro são algumas das obras de arte distribuídas ao longo de um percurso urbano.

Na freguesia de Louredo, para além de ter o privilégio de contactar com o património cultural e paisagístico através do “Trilho de Louredo da Serra”, tem também o prazer de desfrutar da gastronomia local. Ao longo do Trilho passará por dois restaurantes que fazem parte dos “Fins de Semana Gastronómicos”. São eles a Cozinha da Terra e o Solar da Brita. Se quiser aproveitar para descansar tem ainda a oportunidade de ficar num alojamento local de “charme”, a “Casa de Louredo”.

A “Casa da Torre”, em Sobrosa, é o segundo alojamento local que faz parte da iniciativa promovida pela Câmara Municipal e pela Entidade Turismo Porto e Norte de Portugal. Estas são duas excelentes opções que representam a qualidade do alojamento local do Concelho.

Um pouco mais abaixo da freguesia de Louredo temos a freguesia de Cristelo. Bem perto do miradouro “Mónade do Alto”, que lhe oferece uma vista privilegiada sobre Paredes, encontra o restaurante Tasca do S´Zé envolvido por um ambiente rural. Em Cristelo pode visitar a Casa de Espessande, classificada como imóvel de Interesse Municipal, a “Chaminé de Cristelo”, único exemplar deste tipo de arquitetura industrial no Concelho de Paredes ou a Igreja Matriz, revestida por azulejos azuis e amarelos.

Depois de Cristelo o nosso roteiro ruma até Vilela. Aqui provará as iguarias do restaurante “Os Frades” e visitará a Igreja de Santo Estêvão e Mosteiro de Vilela, um  conjunto conventual de origem medieval. Se a arquitetura não o apaixona pode dar um passeio pelo Parque Central de Vilela. Localizado no centro da freguesia, este parque encontra-se numa zona de vale rodeada por campos agrícolas tendo presente cursos de água que lhe conferem uma atmosfera inspiradora e refrescante.

Por último, poderá visitar o restaurante Casa dos Frangos, em Baltar e, de seguida, deslumbrar-se com a vista do miradouro do Cruzeiro.

No último sábado do mês de julho, dia 25, vamos, ainda, aproveitar para “Descobrir Paredes – Rota do Tremoço” com a caminhada que preencherá a manhã ou a tarde dos visitantes. Esta rota, com cerca de nove quilómetros, proporciona a visualização da ruralidade da cidade que ainda se faz sentir, vários campos de cultivo de tremoço e alguns pormenores patrimoniais de elevado interesse. O Portal da Amoreira é uma das casas com interesse patrimonial que poderá visitar ao longo da caminhada.

A qualidade do alojamento turístico e os irresistíveis sabores da gastronomia regional aliados à beleza das nossas paisagens e à riqueza do nosso património são a desculpa perfeita para, neste fim de semana, sair de casa. Não se esqueça de cumprir sempre as normas de distanciamento social e as regras indicadas pela Direção-Geral da Saúde.

Top