Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Município de Paredes lança projeto Orpheu Social para apoiar crianças desfavorecidas na ocupação de tempos livres

35481232 1624755977633648 7886435561848700928 n 1 1024 2500
30 Julho 2018

O Município de Paredes vai promover no mês de agosto, nos dias 6 a 17 e 20 a 31, o projeto Orpheu Paredes Social. Esta iniciativa tem como objetivo a ocupação dos tempos livres das crianças e jovens do concelho, através de oficinas artísticas de pintura e música, e destina-se a apoiar a população mais desfavorecida. As crianças e jovens das famílias beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI), a comunidade cigana e habitação social têm prioridade neste projeto.

“Criar uma oferta para os tempos livres, promover o gosto pela arte e cultura, junto das crianças e jovens especialmente as mais desfavorecidas, bem como a inclusão social de forma sociocultural, orientada para o seu desenvolvimento integral, são os grandes propósitos do Orpheu Social”, revela a vereadora da Ação Social, Beatriz Meireles.

A ação será centrada na vertente sociocultural, proporcionando o contacto com materiais e experiências diferentes, especialmente nas áreas dramática, artística e plástica, permitindo, desta forma, desenvolver capacidades pessoais, sociais e conhecimento sobre o mundo.

Refira-se que o conceito de arte e cultura está muitas vezes relacionado com o poder económico de cada agregado e se for tida em conta que a vulnerabilidade e incidência da pobreza atingem máximos elevados quando se fala de agregados familiares com crianças (em geral), estas encontram-se em desvantagem no acesso à cultura e à arte.

Segunda a vereadora Beatriz Meireles, “surge a necessidade urgente de facilitar este acesso, visto que a arte é muito importante quando falamos do desenvolvimento infantil. Para além de ser uma forma de comunicar sentimentos, promove o desenvolvimento da criatividade, com a capacidade de observar o mundo, para além do óbvio e elaborar alternativas para problemas”.

Com a realização deste projeto “pretende-se colmatar esta desvantagem, de modo a proporcionar às crianças mais desfavorecidas do Concelho de Paredes, o contacto com o meio artístico e cultural, especialmente nas áreas, dramática, artística e plástica”, sublinha Beatriz Meireles.

As oficinas de artes vão decorrer de 6 a 31 de agosto, entre as 9h00 e as 17h30, na Casa da Cultura e Biblioteca de Paredes, Rebord´arte, Centro Social da Parteira, Associação S. Pedro e Cruz Vermelha da Sobreira.

A apresentação final do trabalho desenvolvido será a 1 de setembro, na Casa da Cultura de Paredes.

Para além da autarquia, a organização está a cargo do Centro Sócio-Educativo e Profissional da Parteira, Juntas de Freguesia de Paredes, Rebordosa e Sobreira, Rebord’arte, São Pedro – Centro Social da Sobreira, Cruz Vermelha da Sobreira, Associação para o Desenvolvimento de Rebordosa, RSI, Santa Casa da Misericórdia de Paredes.

Partilhar
Top