Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

tomadaposse

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Município de Paredes apresenta FAMP – Festival de Artes em Madeira de Paredes

Município de Paredes apresenta FAMP – Festival de Artes em Madeira de Paredes
1_
2
11
4
5
16
09 Março 2022

O Município de Paredes apresentou, esta quarta-feira, dia 9 de março, em Conferência de Imprensa, o FAMP – Festival de Artes em Madeira de Paredes, que visa homenagear e enaltecer o trabalho dos “Mestres de Paredes” que marcam a identidade deste Concelho, principal produtor e exportador de mobiliário português.

A primeira edição do Festival integra um programa cultural diversificado, com várias iniciativas a decorrer ao longo de 2022, destacando-se o evento-âncora a realizar de 24 de setembro a 9 de outubro, a primeira edição de um formato Bienal a continuar no futuro.

Alexandre Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Paredes, realçou que “a indústria de mobiliário é, sem dúvida, a grande marca identitária e diferenciadora do concelho de Paredes. Paredes é o maior centro produtor de mobiliário do país. Nas várias zonas industriais do concelho estão sediadas algumas das melhores e mais inovadoras indústrias de mobiliário de referência e nível mundial”.

No Festival Artes em Madeira de Paredes “quisemos de certa forma homenagear paredenses que nos orgulham, pois não podemos deixar esquecer uma memória coletiva ligada ao mobiliário, “bandeira desta terra”, como são as artes e os artífices em madeira, que com a sua paixão, determinação, resiliência e coragem deram o grande impulso inicial à história da maior indústria no nosso concelho”, referiu o autarca.

De acordo com o Presidente da Câmara, o Município de Paredes pretende consolidar a notoriedade e a atratividade do FAMP interligando-o com várias iniciativas desenvolvidas pela autarquia, nomeadamente, “a transformação do Mosteiro de Vilela em Museu do Mobiliário e das suas Artes e Artífices, a construção do Parque Temático da Madeira onde as crianças e pais possam aprender os vários tipos de madeira, bem como as suas origens, a continuação do Projeto “A Vida à Porta” que permite que os alunos possam visitar as indústrias do concelho e, desta forma, ficarem a par das oportunidades de emprego, a aposta no turismo industrial onde as empresas do Concelho possam receber visitantes e mostrar todo o trabalho por trás de uma peça, e a promoção da inclusão social através, por exemplo, da visita da comunidade cigana às indústrias do concelho.”

Refira-se que o projeto global do FAMP terminará a 31 de dezembro de 2022, ficando a continuidade, desde já, assegurada, nas palavras de Alexandre Almeida, “com a repetição da Bienal das Artes em Madeira de Paredes, com programação cultural e artística, a cada dois anos."

Reconhecimento, promoção, afirmação e incentivo, foram as quatros ideias chave usadas pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, Elias Barros, para sustentar a importância deste projeto para a indústria do mobiliário do Concelho. O autarca afirmou que este projeto “vem promover e publicitar os grandes players do mobiliário paredense nas feiras nacionais e internacionais, na captação de novos clientes e novos mercados”.

Este projeto combina várias ações. A primeira é a apresentação do livro “Artes em Madeira de Paredes: Alma, Esforço e Engenho”, no dia 16 de março, no contexto de abertura da BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa). Em abril será apresentado em Paredes.

Este livro é o resultado do estudo e registo do património associado às artes em madeira do concelho. “Na génese da obra estão conversas e memórias com pesquisas e recurso ao arquivo histórico, um projeto que está a ser trabalhado há muito tempo e antecedeu a capacitação e mobilização de stakeholders. O livro é o belíssimo resultado da inventariação do património paredense associado às artes em madeira”, destaca Beatriz Meireles, Vereadora da Cultura e Turismo.

Numa segunda fase deste projeto será apresentado um programa de animação turística baseado nas artes em madeira, incluindo um roteiro que dará a conhecer percursos turísticos no âmbito do Turismo Industrial, o projeto culminará com a realização da Bienal.

Beatriz Meireles, Vereadora da Cultura e Turismo destaca que “acima de tudo, este trabalho de preparação do projeto da Bienal das Artes em Madeira, resultou num programa cultural e turístico que será um marco na promoção do território”.

Organizado pela Câmara Municipal de Paredes, o festival “Artes em Madeira” conta com um orçamento de 249.613,51€, financiado pelo NORTE 2020 e FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e oferece um conjunto de iniciativas de entrada livre, dirigidas a diferentes públicos.

Top