Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

mq3

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

COVID-19 | ARS NORTE COM UNIDADES DE AVALIAÇÃO TRATAMENTO DE DOENTES DE COVID-19 NOS CENTROS DE SAÚDE DE PAREDES E DE REBORDOSA

COVID-19 |  ARS NORTE COM UNIDADES DE AVALIAÇÃO TRATAMENTO DE DOENTES DE COVID-19 NOS CENTROS DE ...
img_2678
20 Março 2020

Informa-se os Munícipes que a ARS Norte tem em funcionamento a partir de segunda-feira, 23 de março, Áreas Dedicadas para avaliação e tratamento de doentes COVID-19 (ADC), nos Centros de Saúde de Paredes e de Rebordosa.

As ADC, em cada serviço de saúde, visam atender os doentes suspeitos de COVID-19 para evitarem o contacto entre os utentes.

Segundo as Autoridades de Saude, “as ADC estão bem identificadas, com sinalética apropriada, e serem do conhecimento das comunidades regionais e locais, para garantir a efetiva separação dos doentes com suspeita e confirmação de infeção SARS-CoV-2 dos restantes”.

O Município de Paredes colaborou com a ARS Norte na colocação de duas tendas no exterior do Centro de Saúde de Paredes, disponibilizadas pelo Exército Português, pela Cruz Vermelha – Delegação de Sobreira e OCDP – Obra de Caridade ao Doente e ao Paralítico, estando, ainda, de reserva uma tenda da Delegação de Vilela, da Cruz Vermelha Portuguesa.

Refira-se que o Centro de Saúde de Rebordosa terá disponível para os utentes a entrada lateral (junto à A CELER).

As medidas são tomadas, "atendendo à emergência de saúde pública de âmbito internacional, declarada pela Organização Mundial de Saúde, provocada pelo vírus SARS-CoV-2, a 30 de janeiro de 2020, e à classificação pela Organização Mundial de Saúde da doença COVID-19 como pandemia, a 11 de março de 2020, é necessário adotar os procedimentos que, de forma responsável e proporcional à evolução das fases de propagação desta pandemia, salvaguardem a manutenção da saúde pública, na defesa dos riscos potenciais e comprovados, segundo elevados critérios científicos e sociais, e no respeito pelos direitos fundamentais dos cidadãos".

Top