Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

videopromo1

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Câmara Municipal de Paredes aprova orçamento de 92 milhões euros para 2023

Câmara Municipal de Paredes aprova orçamento de 92 milhões euros para 2023
dsc08974
dsc09028
dsc09007
dsc09086
30 Novembro 2022

O Executivo Municipal aprovou esta quarta-feira, 30 de novembro, o orçamento para 2023, no valor de 92 milhões de euros, tendo como prioridade as famílias e as empresas. O Orçamento para 2023 “volta a ser um Orçamento de continuidade dos investimentos por todas as freguesias, com grandes preocupações sociais e manutenção da carga fiscal no mínimo”, sublinha o Presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida.

O Presidente do Município, afirmou no briefing com a imprensa para a apresentação do Plano e Orçamento Municipal para 2023 que este “orçamento tem o maior valor desde que o atual executivo assumiu funções”. Este acréscimo, face ao ano anterior, é originado por duas razões, “por um lado pelo incremento do valor das receitas e despesas respeitantes à transferência das competências para as Autarquias Locais em matéria de Educação, Saúde e Ação Social. Por outro lado, porque 2023 será o ano com maior volume de obras no concelho em simultâneo, não só de obras com o apoio do quadro comunitário 2020 que termina em 2023, como obras com o apoio do PRR que está a iniciar”.

Neste sentido, para 2023 prevê-se a continuidade dos investimentos em grandes obras, nomeadamente “a continuação da construção de passeios em todas as freguesias, o saneamento e água na Sobreira e Recarei, e a construção do Auditório Municipal e Centro de Congressos de Paredes, apoiadas pelo último quadro comunitário 2020”.

No âmbito do PRR - Plano de Recuperação e Resiliência PRR, a autarquia terá “o realojamento da Comunidade Cigana, cuja a obra está prestes a começar, a requalificação do Mosteiro de Vilela , que será transformado no Museu do Mobiliário, um Centro de Valorização integrada no Mobiliário e Artes em Madeira de Paredes, e a Antiga Escola Básica de Baltar que será um Centro Cultural e Museu sobre Daniel Faria”.

O autarca referiu ainda que a delegação de competências nas Juntas de Freguesia “é uma política para manter em 2023” e, para além disto, enumerou várias obras a serem realizadas em todas as freguesias do Concelho:

  • Requalificação do parque de merendas em Astromil;
  • Construção de uma nova ponte em Alvre, bem como o parque de campismo;
  • Construção do Parque Urbano de Baltar;
  • Campo de Futebol em Cete;
  • Campo de futebol e rotunda em Cristelo;
  • Requalificação da Praça Divino Espírito Santo, em Duas Igrejas;
  • Requalificação da praça junto à Junta de Freguesia de Lordelo;
  • Construção da Casa Mortuária, em Rebordosa;
  • Construção de uma ligação entre a EN319 e o Centro Escolar de Recarei;
  • Requalificação da EB da Sobreira;
  • Construção de Multiusos na Sobreira;
  • Construção de rotunda em Vandoma;
  • Requalificação do adro da Igreja em Vandoma;
  • Construção do Parque Urbano de Sobrosa;
  • Construção do Parque Urbano em Parada de Todeia;
  • Pista de atletismo, em Paredes;
  • Construção de um parque radical, em Paredes;
  • Terminar a construção dos polidesportivos de Besteiros e Bitarães;
  • Construção de Parque Urbano, em Gandra;
  • Requalificação da Casa da Castrália, em Louredo, para Pólo Cultural;
  • Ampliação da Zona Industrial Parada/Baltar.

No âmbito da Ação Social, “os apoios sociais diretos vão aumentar para o dobro face ao ano anterior”, assegurou Alexandre Almeida, acrescentando que este aumento se prende com o apoio direto às IPSS’S do Concelho, “somos o Concelho ao nível nacional com maior número de candidaturas aprovadas para a construção de Centros de Dia e Estruturas Residencial para Pessoas Idosas, estes projetos preveem um investimento muito grande por parte das IPSS’S que tem um apoio comunitário, mas tem também uma comparticipação que as instituições não têm capacidade de suportar, portanto iremos apoiar esta parte”.

A par dos inúmeros investimentos a realizar por todas as freguesias do Concelho, mantém-se no mínimo a carga fiscal sobre as famílias e as empresas. A taxa de IMI mantém o mínimo de 0,3% e a isenção da Derrama as Micro e Pequenas Empresas com faturação anual até 150.000,00 euros.

Ao nível da educação a preocupação do executivo passa, uma vez mais, pela requalificação das escolas, ao nível do desporto a continuação na aposta nas infraestruturas. Para a juventude, uma das prioridades é a finalização do projeto da Casa da Juventude.

Relativamente ao apoio às empresas, Alexandre Almeida, referiu que as “Zonas Industriais vão ser dotadas de saneamento".

Na cultura serão mantidos os programas culturais já dinamizados pelo executivo. Na Proteção Civil, as Corporações de Bombeiros Voluntários continuarão a receber os apoios financeiros. No plano ambiental, os SMAS avançam em janeiro do próximo ano, bem como a construção de parques urbanos em todas as freguesias.

A autarquia continuará com a aposta nas campanhas de esterilização, construção de campos de matilhas e finalização da obra de construção do Canil e Gatil (CROA - Centro de Recolha Oficial de Animais de Paredes).

A coligação “Primeiro a Pessoa” PPD/PSD e CDS-PP votou contra as propostas de orçamento para 2022, o documento foi aprovado pela maioria do Executivo PS. Refira-se que o orçamento será apreciado e votado, ainda, pela Assembleia Municipal.

Top