Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

rally

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Contas de 2018 da Câmara de Paredes foram aprovadas por unanimidade na reunião do Executivo. Autarquia reduziu passivo em 7 milhões de euros.

Img 7691 1 1024 2500
Img 7671 1 1024 2500
Img 7695 1 1024 2500
Img 7685 1 1024 2500
16 Abril 2019

As Contas de 2018 da Câmara Municipal de Paredes foram aprovadas por unanimidade na reunião do Executivo realizada esta terça-feira, 16 de abril, “um claro reconhecimento do esforço feito não obstante os inúmeros compromissos assumidos pelo anterior executivo que originaram responsabilidades financeiras em 2018 e continuarão a originar no presente ano e nos seguintes, o esforço de redução da dívida do Município e de estabilização financeira”, assume o autarca Alexandre Almeida.

1) O Passivo da Câmara Municipal de Paredes foi reduzido em 2018 de 103 milhões de euros para 96 milhões de euros. Menos 7 milhões de euros.

2) As dívidas de curto prazo sofreram uma redução de 3,2 milhões de euros face a 2017.

3) Os empréstimos de médio e longo prazo sofreram uma redução de mais de 1,8 milhões de euros face a 2017.

4) As dívidas a fornecedores sofreram uma redução de 2 milhões de euros face a 2017.

5) Os rácios de Liquidez do Município sofreram evoluções muito positivas. A Liquidez Imediata passou de 15,13% para 37,21%, e a Liquidez Geral de 31,18% para 54,65%.

Estes bons resultados só foram possíveis graças a uma gestão rigorosa que envolveu todos os responsáveis e colaboradores da Autarquia. Todos perceberam e interiorizaram a necessidade de fazermos mais com menos. Todos estão de parabéns. Obrigado a todos!

Dessa forma, a poupança manifestou-se a vários níveis:

6) Nos consumos de bens e serviços e mercadorias consumidas pela Câmara Municipal de Paredes, a poupança face a 2017 foi superior a 1,7 milhões de euros.

No custo das mercadorias consumidas com os serviços que prestamos aos munícipes e nas obras que executamos por administração direta, a poupança registada foi de 667 mil euros, reforce-se que esta poupança foi alcançada mesmo com um aumento registado nos serviços prestados e trabalhos realizados.

Em 2018 pagamos menos 311 mil euros de juros e encargos financeiros que em 2017. Praticamente não foi utilizada a Conta Corrente Caucionada de curto prazo contratualizada e disponível para o ano 2018.

Tudo isto num contexto em que para além de uma forte atividade cultural, educativa e desportiva, a autarquia nunca parou os seus investimentos não só em novos equipamentos como em obras.

Para 2019, a autarquia quer manter esta trajetória de rigor e eficácia financeira e sobretudo reduzir o prazo médio de pagamento a fornecedores, que ainda é elevado fruto do enorme desequilíbrio financeiro herdado.

Não obstante toda essa atenção e rigor orçamental, em 2019 o Município vai avançar com obras de grande significado para o Concelho, como por exemplo a requalificação do Pavilhão e do Estádio das Laranjeiras, a piscina ao ar livre de Paredes, a casa da Juventude de Paredes e a requalificação das EBS de Lordelo e Rebordosa, entre muitas outras obras.

Partilhar
Top