Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

Volta a Portuagal - passagem por Paredes

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Contas de 2018 da Câmara de Paredes foram aprovadas por unanimidade na reunião do Executivo. Autarquia reduziu passivo em 7 milhões de euros.

image title
image title
image title
image title
16 Abril 2019

As Contas de 2018 da Câmara Municipal de Paredes foram aprovadas por unanimidade na reunião do Executivo realizada esta terça-feira, 16 de abril, “um claro reconhecimento do esforço feito não obstante os inúmeros compromissos assumidos pelo anterior executivo que originaram responsabilidades financeiras em 2018 e continuarão a originar no presente ano e nos seguintes, o esforço de redução da dívida do Município e de estabilização financeira”, assume o autarca Alexandre Almeida.

1) O Passivo da Câmara Municipal de Paredes foi reduzido em 2018 de 103 milhões de euros para 96 milhões de euros. Menos 7 milhões de euros.

2) As dívidas de curto prazo sofreram uma redução de 3,2 milhões de euros face a 2017.

3) Os empréstimos de médio e longo prazo sofreram uma redução de mais de 1,8 milhões de euros face a 2017.

4) As dívidas a fornecedores sofreram uma redução de 2 milhões de euros face a 2017.

5) Os rácios de Liquidez do Município sofreram evoluções muito positivas. A Liquidez Imediata passou de 15,13% para 37,21%, e a Liquidez Geral de 31,18% para 54,65%.

Estes bons resultados só foram possíveis graças a uma gestão rigorosa que envolveu todos os responsáveis e colaboradores da Autarquia. Todos perceberam e interiorizaram a necessidade de fazermos mais com menos. Todos estão de parabéns. Obrigado a todos!

Dessa forma, a poupança manifestou-se a vários níveis:

6) Nos consumos de bens e serviços e mercadorias consumidas pela Câmara Municipal de Paredes, a poupança face a 2017 foi superior a 1,7 milhões de euros.

No custo das mercadorias consumidas com os serviços que prestamos aos munícipes e nas obras que executamos por administração direta, a poupança registada foi de 667 mil euros, reforce-se que esta poupança foi alcançada mesmo com um aumento registado nos serviços prestados e trabalhos realizados.

Em 2018 pagamos menos 311 mil euros de juros e encargos financeiros que em 2017. Praticamente não foi utilizada a Conta Corrente Caucionada de curto prazo contratualizada e disponível para o ano 2018.

Tudo isto num contexto em que para além de uma forte atividade cultural, educativa e desportiva, a autarquia nunca parou os seus investimentos não só em novos equipamentos como em obras.

Para 2019, a autarquia quer manter esta trajetória de rigor e eficácia financeira e sobretudo reduzir o prazo médio de pagamento a fornecedores, que ainda é elevado fruto do enorme desequilíbrio financeiro herdado.

Não obstante toda essa atenção e rigor orçamental, em 2019 o Município vai avançar com obras de grande significado para o Concelho, como por exemplo a requalificação do Pavilhão e do Estádio das Laranjeiras, a piscina ao ar livre de Paredes, a casa da Juventude de Paredes e a requalificação das EBS de Lordelo e Rebordosa, entre muitas outras obras.

Top