Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

imagem

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Projeto "Paredes Educa" lançado pelo Município vai combater o abandono e insucesso escolar no 1.º ciclo

image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
07 Setembro 2018

O Projeto “Paredes Educa – Construir Mais Sucesso” foi apresentado esta sexta-feira, 7 de setembro, na sessão de abertura do ano letivo 2018/2019 que decorreu na Escola Secundária de Paredes para uma plateia de 180 docentes e que contou com a presença do autarca Alexandre Almeida, do Vereador do pelouro da Educação Paulo Silva e do representante Executivo da Área Metropolitana do Porto, Mário Rui Soares.

O projeto lançado pelo Município de Paredes visa “intervir ao nível da promoção do sucesso escolar e da prevenção do abandono escolar precoce, combatendo o insucesso e reforçando ações que promovam melhores resultados, com foco no 2.º e 7.º anos de escolaridade”, sublinha o Presidente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida.

“O Concelho de Paredes apresenta taxas de retenção e desistência acima da média da Área Metropolitana do Porto (AMP) no 2º e 7º ano de escolaridade e queremos mudar esta realidade”, garante o autarca.

Refira-se que um estudo realizado de comparação com os outros concelhos da Área Metropolitana do Porto, concluiu que os números de retenção e desistência estão no 2.º e 7.º anos.

“No 2.º ano a taxa de retenção e desistências é de 10,5% enquanto que na AMP corresponde a 7,3%. No 7.º ano a taxa de Paredes é de 20,2% e a da AMP de 15,1%. O objetivo é ficar na média da AMP”, divulga o presidente do Município.

O projeto “Paredes Educa – Construir mais sucesso” com um investimento superior a 574 mil euros, cofinanciado por fundos comunitários no quadro Portugal 2020, para dois anos, vai permitir colocar 12 técnicos da área da psicologia e da psicologia clínica, terapia da fala, terapia ocupacional, psicomotricidade e de educação social, entre outros, a apoiar 4.626 alunos, dos quais 2.991 correspondem ao 1.º ciclo.

“Esta intervenção dirigida, para além dos psicólogos/mediadores, poderá vir a envolver outros profissionais especializados em áreas como terapia ocupacional e da fala, ou psicomotricidade, a contratar conforme as necessidades”, refere o Vereador da Educação Paulo Silva.

Este projeto, enquadrado nos Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso e ao Abandono Escolares da AMP, prevê, numa primeira fase, a criação de equipas transversais que vão envolver os profissionais das ciências sociais a contratar e os professores titulares de turma. Na fase seguinte, os alunos do 1.º ciclo serão alvo de um rastreio para a deteção precoce de um conjunto de fatores potenciadores de insucesso escolar (presentes no Aluno, Escola e Família). Na fase final procede-se à intervenção que vai ser universal, mas também dirigida aos alunos, com planos individuais.

Para o vereador da Educação da Câmara Municipal de Paredes o objetivo “é conhecer a raiz do problema e intervir de forma precoce. Quanto mais cedo for a intervenção melhores serão os resultados”.

A intervenção será feita junto dos alunos, mas também dos pais. Serão realizados quatro seminários, sobre os temas “Transição para uma nova escola: o papel dos pais na adaptação”; “Autoridade é dos pais – a obediência é dos filhos?”; “Pais acima da média: o que os pais podem fazer para promover o sucesso escolar dos filhos” e “Crescer com os filhos” e ainda um programa de “Parentalidade Positiva”.

Além das do 1.º ciclo, as escolas de 2.º e 3.º ciclo terão acesso à ação “Construir mais sucesso” que prevê a estruturação de atividades complementares, incidência em temáticas ambientais, promoção de competências socioeducativas, promoção da ligação ao meio local e aos recursos existentes na comunidade. Será ainda promovido um evento anual na área das ciências experimentais e realizado um seminário sobre boas práticas de promoção de hábitos de leitura.

O projeto “Paredes Educa- Construir Mais Sucesso” complementa, desta forma, o trabalho feito pela APPIS ao nível do 2.º e 3.º ciclo, anota o Vereador Paulo Silva, recordado que “foram conseguidos bons resultados”.

Na sessão de abertura do ano letivo 2018/2019 decorreu um Seminário/Formação: “Metodologias para o Sucesso Educativo – 1.º ciclo, dividido em duas partes, a cargo do Professor Paulo Nossa. Esta Ação de Formação de curta duração foi acreditada para professores pelo CFAEPPP.

Top