Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

DiaMunicipalBombeiro_20

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Património Histórico e Artístico

Azulejos em Paredes

Expressão artística bem arraigada em Portugal, o azulejo é um artefacto cerâmico que se multiplica em fachadas de edifícios, desenhando formas geométricas, adornando, proporcionando mais cor e brilho às paisagens onde nos situamos. O azulejo tem também um pendor prático, como excelente isolante climático, o que faz dele, ajustando-se a fatores geográficos, um elemento plenamente harmonizado com as arquiteturas que integra.

Partir à descoberta do azulejo pode facultar visões plásticas e artísticas de todo agradáveis, bem como fazer sentir e conhecer melhor um lugar.
Paredes possui um saliente património no que respeita à azulejaria. Nas casas de brasileiros de torna-viagem, erguidas a partir de finais do século XIX, estão alguns dos interessantes exemplos de azulejo de fachada. A opção por esse revestimento de edifícios alargou-se e vamos encontrar o entusiasmo dos paredenses pelo azulejo, como completivo orgânico de arquiteturas civis e religiosas, amiúde em todo o Concelho e através do tempo. São azulejos que revestam paredes na sua totalidade ou em forma de frisos. Ou painéis que propagam devoções à entrada de casas. Também igrejas e capelas ornam o seu exterior através do fulgor do azulejo e usam essa modalidade tão atraente para expor imagéticas de venerações. O azulejo está também nas alminhas. E no caminho de ferro, que anuncia através de azulejos que se está em Paredes. O azulejo está na cultura paredense.
Conhecer a azulejaria de Paredes é já possível através de um itinerário proposto pela Câmara Municipal de Paredes. Um roteiro extenso, um inventário que se aproximará do todo, sendo uma sinalização de bens a preservar e ao mesmo tempo, uma sugestão para um olhar atento que será prazeroso e enriquecedor.

Alberto Guimarães

 


Contactos:

Gabinete de Arqueologia e Património

Top