Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Câmara de Paredes disponibiliza atendimento para o cidadão surdo

Servinn pag interior 1 1024 2500
26 Maio 2017

A Câmara Municipal de Paredes disponibiliza, a partir desta sexta-feira, 26 de maio de 2017, o novo serviço de atendimento à pessoa surda por videochamada, com interpretação em Língua Gestual Portuguesa (LGP). Trata-se de uma nova medida na lógica de políticas cada vez mais inclusivas que a Área Metropolitana do Porto (AMP) e a autarquia prosseguem.

Promovido pela AMP, o projeto “Acessibilidade em Língua Gestual Portuguesa na AMP” resulta da preocupação e vontade de promover a equidade no acesso à informação a todas as pessoas, particularmente no acesso aos serviços públicos municipais.

A AMP, e os 17 municípios que a integram, disponibiliza assim um serviço de comunicação inclusivo em todo o seu território, acessível através de uma videochamada para o número 12472 do SERViiN.

“As pessoas com deficiência auditiva veem-se limitadas no seu quotidiano, por dependerem do apoio de terceiros para comunicarem com o exterior. Este serviço permite atenuar as dificuldades do dia-a-dia”, realça Hermínia Moreira, vereadora do Pelouro de Ação Social da Câmara Municipal de Paredes.

De acordo com os Censos de 2011, existem na AMP cerca de 80 mil pessoas com deficiência auditiva, sendo que, destas, cerca de 20 mil são surdas profundas que vão passar a ter acesso mais direto aos serviços dos municípios através da videochamada com interpretação em LGP. E têm também acesso a informação específica do município, através de conteúdos e vídeos em LGP, no Portal do Cidadão Surdo (www.portaldocidadaosurdo.pt).

Toda a informação está disponível no sítio da Câmara Municipal de Paredes, na área de atendimento ao Cidadão (www.cm-paredes.pt > Apoio ao Cidadão > Atendimento à Pessoa Surda).

Sobre o SERViiN
O Serviin é o serviço de vídeo-interpretação que quebra as barreiras comunicacionais entre a comunidade surda e a comunidade ouvinte, por intermédio de videochamada, utilizando um telefone 3G/4G (1 cêntimo/min para o surdo) ou on-line, pelo portal (gratuito). As intérpretes fazem o atendimento ao surdo por videochamada, contactam o serviço/empresa de destino e intercalam a comunicação entre o surdo e a entidade.

Partilhar
Top