Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Educação Ambiental

O Projecto Eco-Escolas é o motor central de todo o desenvolvimento da Educação Ambiental Municipal.

Este projeto é desenvolvido em estreita parceria com a Associação Bandeira Azul da Europa e visa premiar o esforço desenvolvido pelos Estabelecimentos de Ensino na melhoria do seu desempenho Ambiental e Cidadania.
O projeto tem como objetivo incentivar as escolas a desenvolver ações no âmbito da Educação Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável, tendo como temas base a água, resíduos, energia e alterações climáticas e ainda, complementarmente: biodiversidade, agricultura biológica, espaços exteriores, ruído e transportes.
Este projeto aposta também no reconhecimento do trabalho desenvolvido pelas escolas, através da atribuição do Galardão Eco-Escolas e de outros prémios destinados às escolas, professores e alunos envolvidos.

Tendo em consideração que a educação ambiental é entendida com toda Acão educativa que contribui para a formação de cidadãos conscientes da preservação do meio ambiente e aptos a tomar decisões coletivas sobre questões ambientais necessárias para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável, o Município de Paredes, através do Pelouro do Ambiente, enquanto parceiro deste programa, tem uma excelente relação de abertura e de cooperação com a comunidade escolar, promovendo a concretização dos planos de ação, garantindo apoio para a materialização dos projetos das Escolas, disponibilizando também apoio técnico na área ambiental, destinado ao encorajamento e participação dos alunos.
Neste sentido, tem desenvolvido varias atividades nas escolas com vista a atingir os seguintes objetivos:

  • Conhecer e compreender os conceitos de Natureza e Poluição;
  • Compreender as consequências da poluição e a importância do respeito pela Natureza e pelo Meio Ambiente;
  • Aprender “Boas Práticas” ambientais.
  • Promover a redução dos resíduos na fonte potenciada por mudanças de mentalidade;
  • Estimular a reutilização dos produtos como forma de poupança.
  • Reforço da consciencialização dos munícipes e dos operadores económicos visando a adoção de comportamentos mais adequados.
  • Diminuição da quantidade de resíduos produzida por habitante, promovendo hábitos de consumo sustentável.
  • Maximização da reciclagem de materiais que permita o cumprimento das metas estabelecidas em termos de recolha seletiva e reciclagem.
  • Reforço da capacidade de intervenção da gestão municipal, sobretudo ao nível do controlo operacional e do apoio aos munícipes e operadores económicos.
  • Sustentabilidade económica da gestão municipal, com a recuperação de custos e a adoção de instrumentos económicos adequados.
Partilhar
Top