Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Aras de Santa Comba

Os Romanos acreditavam que o auxílio e a proteção das suas comunidades dependiam dos deuses. Nas orações de súplica prometiam-lhes algo em troca se o favor fosse concedido, designadamente pequenos altares ou aras.

As aras de Santa Comba testemunham essas práticas religiosas e terão sido transportadas de algum povoado da região Mineira das Banjas, para junto da capela de Santa Comba, da freguesia da Sobreira, onde se encontram atualmente. Em 1922, o estado de conservação de uma das aras já dificultava a leitura da sua inscrição, deixando algumas dúvidas quanto à sua interpretação.

Nessa altura, José Leite de Vasconcelos interpretava como sendo uma ara funerária, posteriormente considerada como votiva à deusa Calaiciae e estudos mais recentes voltam a entende-la como funerária.

Contactos para informações/marcações:

 

GPS: 41° 6'42.95"N / 8°23'59.19"W

Partilhar
Top