Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

tomadaposse

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Paredes assinalou Dia Mundial de Consciencialização do Autismo com caminhada solidária

Paredes assinalou Dia Mundial de Consciencialização do Autismo com caminhada solidária
dia_autismo_2
dia_autismo_1
04 Abril 2017

A Câmara Municipal de Paredes, o Agrupamento de Escolas de Vilela (AEV) e o Instituto do Desenvolvimento promoveram, pela primeira vez, uma caminhada solidária para assinalar, este domingo, 2 de abril, o Dia Mundial de Consciencialização do Autismo. Foram centenas os paredenses que aderiram à iniciativa, cujos fundos angariados através das inscrições a dois e três euros por pessoa revertem na totalidade a favor das Unidades de Ensino Estruturado do AEV.

A caminhada decorreu ao longo de um percurso com cerca de cinco quilómetros de extensão, em Paredes, com partida no Parque da Cidade. Antes da partida, houve uma largada de centenas de balões azuis, cor que simboliza a doença. Foi uma caminhada intergeracional, que contou com a participação de meninos autistas. A Associação de Pais do AEV associou-se à iniciativa montando uma banca para venda de comida, cuja receita reverte também a favor das Unidades de Ensino Estruturado do AEV.

“A Organização das Nações Unidas estabeleceu, em 2007, a data de 2 de abril como Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, para chamar a atenção para esta perturbação que afeta uma criança em cada mil. Os paredenses são solidários, para com esta e outras causas, e a forte adesão da população a esta iniciativa conjunta da Câmara de Paredes, do Agrupamento de Escolas de Vilela e do Instituto do Desenvolvimento é uma boa demonstração disso mesmo”, enfatiza Hermínia Moreira, vereadora do Pelouro de Educação da Câmara Municipal de Paredes.

Já esta segunda-feira, dia 3 de abril, os funcionários da Câmara Municipal de Paredes associaram-se à causa da consciencialização para o autismo, posando para uma fotografia de grupo envergando uma peça de roupa de cor azul.

Sobre o autismo
As Perturbações do Espetro do Autismo (PEA) têm origem em perturbações do sistema nervoso central que afetam o normal desenvolvimento da criança. Os sintomas ocorrem nos primeiros três anos de vida e incluem três grandes domínios de perturbação: social, comportamental e comunicacional, de acordo com a definição da Associação Americana de Psiquiatria.
É hoje geralmente aceite que as perturbações incluídas no espetro do autismo, Perturbações Globais do Desenvolvimento nos sistemas de classificação correntes internacionais, são perturbações neuropsiquiátricas que apresentam uma grande variedade de expressões clínicas e resultam de disfunções do desenvolvimento do sistema nervoso central multifatoriais. O autismo é uma perturbação global do desenvolvimento infantil que se prolonga por toda a vida e evolui com a idade.
Há mais rapazes do que raparigas com autismo, a proporção é de 4 a 5 para 1. Estudos recentes relatam grande aumento de incidência: para uma população de mil pessoas há uma com autismo; e estudos desenvolvidos em Portugal apontam para números semelhantes. As características essenciais da Perturbação Autística são a presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou deficitário da interação e comunicação social e um repertório acentuadamente restritivo de atividades e interesses.

Top