Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes

tomadaposse

siga-nos Facebook Instagram RSS feed

Rali de Portugal 2016 gerou retorno de mais de um milhão de euros para Paredes

Rali de Portugal 2016 gerou retorno de mais de um milhão de euros para Paredes
rali_portugal
07 Fevereiro 2017

O estudo de impacto económico do Vodafone Rali de Portugal 2016 revela que o concelho de Paredes assegurou cerca de 1.165.000 euros de retorno económico direto, fruto da participação na organização e acolhimento da prova. As receitas foram provenientes das despesas das equipas e dos milhares de adeptos, relacionadas com alojamento, alimentação, transportes e animação, entre outras, realizadas no concelho.

O Presidente da Câmara Municipal de Paredes congratulou-se com os resultados agora conhecidos: “Estes números confirmam a excelente aposta da Câmara Municipal de Paredes ao trazer o Rali de Portugal para o concelho, aposta essa que pretendemos reforçar no futuro. Trata-se de mais uma iniciativa da autarquia que traz ao concelho eventos de excelência, que conciliam a componente de espetáculo ao mais alto nível com um forte impacto económico no território”.

O estudo revela ainda que, para além do impacto direto, houve retorno económico da prova através dos Media – impacto indireto –, segundo o critério de valor monetário das notícias (AEV) proveniente da exposição nacional e internacional. Os principais mercados internacionais atingidos foram França, Espanha, Polónia, Finlândia e Itália.

Se a nível nacional o retorno foi de 129,3 milhões de euros, a nível local, os 13 municípios envolvidos na organização garantiram no conjunto um impacto agregado na ordem dos 49,2 milhões de euros (72,8% do impacto económico direto total), isto é, cada um dos municípios terá assegurado um retorno económico direto que oscila entre os 413 mil e os 10,1 milhões de euros, com a inerente variabilidade pela dimensão relativa de cada município e pelo grau de envolvimento na prova. Os efeitos económicos são também extensíveis aos demais municípios da Região Norte, que garantiram 18,4 milhões de euros de impacto direto (27,2% do total), numa evidente demonstração da importância e dos ganhos proporcionados pelo rali na Região Norte como um todo.

O relatório do impacto económico do Vodafone Rali de Portugal 2016 reúne a síntese dos principais resultados do estudo de impacto do evento na economia do turismo e na imagem do destino Norte de Portugal. Tem como base um estudo da responsabilidade do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve (CIITT-UALG), assim como as estimativas do promotor do evento, a Federação Internacional do Automóvel (FIA) e o media partner, REPUCOM.

Top