Passar para o Conteúdo Principal

município

logo Paredes
siga-nos Facebook Issuu RSS feed

Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas já está em ação no concelho de Paredes

Img 6240 1 1024 2500
Img 6236 1 1024 2500
Img 6235 1 1024 2500
Img 6242 1 1024 2500
Img 6260 1 1024 2500
Img 6258 1 1024 2500
02 Julho 2018

A candidatura do Município de Paredes ao programa “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas”, promovido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, foi aprovada. Este programa está em vigor de 2 de julho a 31 de agosto e conta já com 11 jovens voluntários paredenses para intervirem nas freguesias de Aguiar de Sousa, Parada de Todeia e Sobreira.
O “Voluntariado Jovem para a Natureza e Floresta” envolve os pelouros da Juventude e da Proteção Civil e visa promover práticas de voluntariado juvenil no âmbito da preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas, através da sensibilização das populações em geral, bem como da prevenção contra os incêndios florestais e outras catástrofes com impacto ambiental.
Esta segunda-feira, 2 de julho, realizou-se, em Parada de Todeia, a primeira ação de formação com os primeiros 11 jovens participantes na presença do presidente do Município, Alexandre Almeida, dos vereadores Paulo Silva e Elias Barros e dos autarcas de Parada de Todeia e da Sobreira.
O Programa “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas” destina-se aos cidadãos residentes em Portugal, com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos, inclusive. Cada voluntário recebe um incentivo diário de 10 euros.
O “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas” prossegue os objetivos da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020, aprovada pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 100/2017, de 11 de julho, e do Plano Nacional de Educação e Sensibilização.
O programa é dirigido a entidades promotoras de diversas tipologias, entre outras, autarquias, estabelecimentos de ensino secundário e de ensino superior, ONG de ambiente, associações de jovens, organizações de produtores florestais.
As candidaturas decorrem ao longo deste ano, sendo que as entidades devem candidatar os seus projetos com o mínimo de 60 dias de antecedência face à data do seu início.
Os projetos têm obrigatoriamente, uma duração mínima de 15 dias.


Áreas de atividade:

• Sensibilização das populações em geral para a preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas;
• Inventariação, sinalização e manutenção de caminhos florestais e acessos a pontos de água;
• Inventariação e monitorização de espécies animais e vegetais em risco;
• Inventariação de áreas necessitadas de limpeza;
• Inventariação e monitorização de áreas florestais ardidas;
• Recuperação de caminhos de pé-posto;
• Limpeza e manutenção de parques de lazer;
• Vigilância móvel, a pé ou em bicicleta;
• Vigilância fixa nos postos de vigia;
• Apoio logístico aos centros de recuperação de animais selvagens;
• Apoio logístico aos centros de prevenção e deteção de incêndios florestais;
• Atividades de reflorestação;
• Atividades de controlo de espécies invasoras, entre outras.

O Programa «Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas» é gerido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P, o programa conta com a dotação global de € 1 500 000,00, para o ano de 2018 correspondente a € 500 000,00 da Autoridade Nacional de Proteção Civil, a € 500 000,00 do IPDJ, I. P., a € 250 000,00 do Fundo Ambiental e a € 250 000,00 do Fundo Florestal Permanente

Mais informação: http://juventude.gov.pt/Voluntariado/Voluntariado-Jovem-para-a-Natureza-e-Florestas/Paginas/Voluntariado-Jovem-para-a-Natureza-e-Florestas.aspx
Candidaturas: https://programas.juventude.gov.pt

Partilhar
Top